Movimento de União Nacional promete marcar a diferença na política angolana

Partilhe

O Movimento de União Nacional, MUN, efectuou no dia 21 do mês e ano em curso a entrada de documentos para a legalização do Partido e o dia de hoje foi assinalado com abertura das actividades. O acto aconteceu na sede Nacional do Partido, no município de Viana.

Por Isidro Kangandjo

O passo a seguir é aguardar que o Tribunal Constitucional credencie a comissão instaladora para chegarem na fase da recolha de assinaturas. Erme linda Freitas, uma das coordenadoras da comissão, reconhece que o seu partido terá muito trabalho na recolha de assinaturas, porque, segundo conta, têm representações em todo o país.

“Nós temos uma missão e essa missão é precisamente salvar Angola, repensar Angola porque o nosso país é muito rico. Os angolanos devem se perguntar, porque o nosso país é rico mas as pessoas passam a fome, não têm emprego, o país é rico mas nos hospitais as pessoas morrem por falta de medicamentos. É o momento de repensar Angola e devolver a pátria a sua grandeza”, disse Ermelinda Freitas.

Freitas, é de opinião que Angola não é a herança de ninguém senão dos angolanos e aqueles que se intitulam como proprietários, devem mudar. “Mas a luta é de todos nós, devemos começar agora com o MUN no comando”, concluiu.

O MUN começou com o PIDA, Partido Deusista Independente de Angola fundado em 1997, quando levaram o processo ao Tribunal Constitucional para a sua legalização, foi rejeitado por ter uma sigla religiosa que é Deusismo.

No dia 04 de Julho de 2010, foi fundado o Movimento de União Nacional, MUN, com uma ideologia Deusista-Centro na perspectiva nacionalista conservadora e tem como o líder Dr. Karl Manuel Sarney Mponda.

PERFIL DO LÍDER DO MUN

Karl Manuel Sarney  Mponda, de 51 anos de idade, nasceu no dia 17 de Setembro de 1969, no Município de Ambuila província do Uíge, é filho de Manuel Bernardo Pedro um dos comissários da luta armada de 15 de Março de 1961 e de Maria Rui Gabriel, formado em relações internacionais, doutorado na universidade da Coreia do sul e Reside em Washington desde 2005.

1 thought on “Movimento de União Nacional promete marcar a diferença na política angolana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »