“O meu afastamento é ilegal e maquiavélica”

Partilhe

Presidente da Frente Nacional de Libertação de Angola, Lucas Mbenghy Ngonda, anunciou hoje numa conferência de imprensa o afastamento do seu Secretário-geral, Pedro Mucombe Dala. Segundo Lucas Ngonda, o seu secretário organizou um grupo de quadros do seu partido para a sua destituição. Ao tomar o conhecimento da suposta estratégia para o seu afastamento, Lucas Ngonda foi forçado chamar a imprensa.

Por Isidro Kangandjo

“Constituiu no secretariado do partido um grupo seu para a destituição do presidente e tem estado a trabalhar minando a destituição do presidente. Considerando que nos termos do nº. 01 do art. 39º conjugado com a línea K) do nº 2 , art. 34 nº 9 dos estatutos da FNLA, que dispõe que o Presidente da FNLA deve defender para todos os meios a unidade e a coesão em torno e em grandes ideais da luta heroica da FNLA, bem como assegurar o desenvolvimento harmonioso do partido, por estas e outras razões, cumpre-me a obrigação de informar que o secretário-geral está suspenso das suas funções por não estar de acordo com a direção do partido. A partir de agora, o secretário-geral interino será o irmão Aguiar António Laurindo”, anunciou.

A decisão criou tumulto na sede Nacional da FNLA uma vez que nem o Bureau Político quer o Comité Central teve o conhecimento desta decisão. “O irmão Ngonda tomou uma decisão precipitada, fez isso para perpetuar-se no poder, uma vez que sabe das qualidades do irmão Secretário-geral, preferiu usar esse golpe”, disse o senhor Paulo, membro do Comité Central da FNLA.

Pedro Mucombe Dala, ao reagir da decisão, respondeu “o que aconteceu é uma humilhação, ele arranja sempre essas manias no sentido desviar o plano das actividades e o meu afastamento é ilegal e maquiavélica. Era de esperar porque sempre que agente vai para um congresso, cria sempre um problema. Ele tem receio porque se haver eleições eu ganho”, assegurou.

Pedro Dala, revelou que o seu Presidente, quer, a todo custo, realizar um congresso com a candidatura única onde o mesmo seria o presidente. O secretário expulso, ao reagir da decisão do Presidente e exigir a democratização no partido dos irmãos, foi mal interpretado pelo seu líder.

O Secretário-geral, promete realizar uma conferência de imprensa para esclarecer aos amantes da política sobre o sucedido.

Translate »