Crispiniano considera Neto como bússola da juventude

Partilhe

No âmbito das actividades enquadrada na jornada política e patriótica que a JMPLA está a realizar em todo o país com o lema “reviver Neto enquanto político, poeta e médico,” o Secretário Nacional da JMPLA, Crispiniano dos Santos e o seu pelouro, visitaram hoje, 22, o memorial Dr. António Agostinho Neto para ver os momentos históricos e efeitos do antigo Presidente de Angola e poeta maior.


Por Isidro Kangandjo

Para Crispiniano dos Santos os ideais do presidente Neto deve servir um exemplo à juventude angolana. “Camarada António Agostinho Neto é uma fonte de expiração à juventude através dos seus feitos e o papel que ele desempenhou enquanto político, poeta e médico, deve se galvanizar no dia-a-dia da nossa juventude, nas suas acções para podermos desenvolver economicamente e socialmente o país”.

A JMPLA vai continuar na senda de exaltar os feitos do Presidente Agostinho Neto por ser um símbolo moral, cultural e patriótico do país. Segundo o líder da JMPLA, o lema visa congregar num único espaço antiga e nova geração para se construir uma nova angola e consolidar as conquistas que o país conseguiu alcançar.

Tendo em conta o percurso histórico e a luta pelos interesses dos angolanos, protagonizado pelo Dr. António Agostinho, o líder dos camaradas juvenis do MPLA, pede aos militantes e cidadãos no geral para que o percurso de Neto possa servir de bússola orientadora para a população angolana e da juventude em particular.

António Agostinho Neto nasceu no dia 17 de Setembro de 1922 em Catete que pertencia à província do Bengo, ora Luanda e, morreu em Moscovo no dia 10 de Setembro de 1979.

Neto, foi presidente honorário do partido desde 1961, tendo assumido a liderança efectiva do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) em 1963, em Kinshasa, capital do então Zaire, hoje República Democrática do Congo (RDC). Em 1975 tornou-se o primeiro Presidente de Angola até 1979. Em 1975-1976 foi-lhe atribuído o prémio Lenine da paz.

Dr. António Agostinho Neto fez parte da geração de estudantes africanos que viria a desempenhar um papel decisivo na independência dos seus países naquela que ficou designada como a guerra Colonial Portuguesa.

Fotografia coletiva

de recordar que a visita contou com a presença da 1ª Secretária da JMPLA em Luanda Hemingarda Fernandes, representantes da JMPLA nos municípios de Luanda e distritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »