Custo político, social e económico da pandemia Covid-19 discutido por PRO BONO ANGOLA

Partilhe

Associação para o Bem de Angola – PRO BONO ANGOLA, em parceira com a Emissora Católica de Angola, analisou hoje, 29 de Outubro do ano em curso  sobre o custo político, social e económico da pandemia COVID-19 em Angola.


Por Redação do Factos Diários

 

Sob o lema: “Em busca de respostas para entender os custos da COVID-19 em Angola”,  com uma participação de cinco elementos, entre eles politólogo e docente universitário Olívio Nkilumbo, escritora Zullini Bumba, professora e enfermeira Emíliana Mbundo, Osvaldo Mboco especialista em relações internacionais, avaliaram os efeitos adversos da pandemia na política, no tecido social e económico; pensar global e agir local em busca de soluções para mitigar a crise económica e social e, prognosticar o futuro político, social e económico, partindo da análise da actual conjuntura.

Os convidados para debater o assunto, entendem que Covid-19 se tornou o bode de expiatório na qual todas as incompetências da mal governação está sendo responsabilizada pela pandemia. “ A pandemia veio mostrar ser a mãe e pai das incompetências e o Presidente João Lourenço mostrou isso no seu discurso do Estado da nação no dia 15 do mês em curso”, disseram. Os presentes na mesa redonda, pediram igualmente transparência nos valores alocados para combater a pandemia mundial.

De acordo com o Presidente da PRO BONO ANGOLA, Bartolomeu Milton, o presente evento foi pensado devido o impacto negativo da COVID-19 sobre a política, a economia e o tecido social, à escala planetária.

Bartolomeu Milton/ Presidente da PRO BONO ANGOLA

“Temos a responsabilidade de promover e incentivar o debate público em torno do custo político, social e económico da pandemia. Estas acções irão contribuir para uma maior abertura e diálogo social construtivo com vista a encontrarmos caminhos seguros que mitigarão as adversidades provocadas pela crise sanitária mundial”, disse.

Associação para o Bem de Angola – PRO BONO ANGOLA é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, fundada em 2016, com a missão de contribuir para a mudança da mentalidade dos cidadãos e defender/promover os legítimos interesses da sociedade Angolana nos domínios dos direitos humanos, da ética, da transparência e responsabilidade na gestão pública e não só.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »