VIANA: Funcionários da ENDE cobram 30 mil kwanzas para ligação da energia

Partilhe

Cerca de 100 famílias estão sem energia eléctrica há oito dias no Bairro Regedoria município de Viana em Luanda. Segundo os moradores, a ligação da rede pública os funcionários exigem 20 a 30 mil kwanzas uma situação que preocupação os populares.


Por Redação 

Moradores do Bairro Regedoria antes dependiam de um PT privado pertencente ao senhor Tony que cobrava mensalmente 2700 kwanzas. Depois da ENDE-EP ter tomado o conhecimento, decidiu arrancar os veio para desincentivar o uso da corrente eléctrica privada sem antes a Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade ter colocado os fios no bairro. Para quem precisa de energia na sua casa, precisam de entrar em contacto com funcionários da empresa pública e estes pedem o dinheiro sem apresentar uma factura.

“Eles não orientam para depositar na conta da ENDE e nem aceitam que nos dirigimos na agencia. Querem apenas que entreguemos os valores nas suas mãos. Aqueles que têm possibilidade financeira já entregaram e nós que dependemos do final do mês estamos a espera que o salário caia para pagarmos também, mas, pedimos que a empresa juntamente com administração municipal venha desmantelar esse grupo porque suspeitamos que essas orientações não vêm da ENDE”, desconfiam.

Durante os cinco dias sem energia, os frescos ficaram estragados na arca e pedem que a situação seja resolvida rapidamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Translate »