SIC deteve falso funcionário do Tribunal que recebia dinheiro para supostamente soltar detidos

Partilhe

O Serviço de Investigação Criminal, através da sua Direcção Central de Combate aos Crimes de Corrupção, deteve, nesta terça-feira, 27 de Setembro, na cidade de Luanda, um cidadão de 37 anos de idade, suposto funcionário do Tribunal da Comarca de Luanda, por Burla e falsa qualidade, envolvido no recebimento de valores monetários simuladamente para promover a soltura de indivíduos detidos.


Por Isidro Kangandjo

O Porta Voz do SIC, Superintendente de Investigação Criminal, Manuel Halaiwa fez saber ao Factos Diários que a detenção ocorreu, no momento em que o referido cidadão, fazendo-se passar por funcionário do Tribunal da Comarca de Luanda, se preparava para receber o valor monetário de 400 mil kwanzas, de uma cidadã, sob pretexto de pagar a caução do seu esposo, arguido preso, no âmbito de um processo-crime que corre trâmites naquela Comarca.

Diligências feitas pelo SIC, apurou-se que o suposto funcionário, já havia recebido das mãos de uma outra cidadã, o valor monetário de 200 mil kwanzas, sendo 50 mil em cash e o restante por transferência bancária em conta de um terceiro, com o mesmo fim de promover soltura de um familiar da lesada.

O Serviço de Investigação Criminal, refere que o cidadão em causa é vezeiro nestas práticas, pois já esteve detido em 2018, por Falsificação de Documentos Autênticos e Burla por defraudação, utilizando os mesmos modus operandi.

Diante dos factos, o cidadão recebeu ordem de detenção, foi presente ao Digno Magistrado do Ministério Público que determinou como medida de coacção pessoal a prisão preventiva, enquanto decorrem outras diligências.

Todavia, o SIC apela aos cidadãos a cumprirem o que está na lei e a não se deixar enganar por falsas promessas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »