Policiamento de proximidade é procurado nas zonas periféricas de Cacuaco

Partilhe

A criminalidade é um problema que tira o sossego para quem vive nas zonas periféricas da cidade de Luanda. Na calada da noite, ainda fica mais assustador quando a comunidade está consciente que o polícia não terá como intervir quando for atacada.  


Por Isidro Kangandjo

No município de Cacuaco, os distritos do Kicolo, Mulenvos de Baixo, município sede e uma parte da Funda, continuam órfãos de um policiamento de proximidade e, nos últimos dias, a criminalidade está em alta e sem ninguém para estancar.

“Já não aceitamos denunciar porque, depois de ser feito quem te queixa ao meliante é mesmo o Polícia que está de piquete. Aqui no bairro Paraíso e mais lá na Pedreira, se entrar nas casas da maioria, ninguém tem arca nova ou um televisor plasma porque, para nós, estaríamos a beneficiar ou chamar atenção dos bandidos”, disse um dos moradores do Distrito dos Molenvos de Baixo.

Em alguns bairros, existem esquadras, porém a maior preocupação está na falta de viaturas e outras apresentam a falta de combustível. Se for ao abrir do sol, as vítimas pagam motoqueiros para transportar os efectivos da Polícia Nacional de Angola e resolver o problema que na maioria das vezes não vai a tempo por causa da demora.

“O que não se pode, é ligar a noite na esquadra próximo do bairro porque estes não vêm e se vêm chegam duas horas depois de os meliantes assaltarem como se estivessem convénio com os bandidos”, lamentou um outro morador da Boa Esperança Central, Distrito do Kicolo.

O que é policiamento de proximidade?

Em Dezembro de 2014, antigo Director do Gabinete de Comunicação e Imagem e Porta-Voz da corporação, comissário Aristófanes dos Santos, definiu o policiamento de proximidade como uma estratégia que visa prevenir o crime e responsabilizar os cidadãos pela sua própria segurança. Por outro lado, acaba por criar um ambiente mais saudável na relação polícia-cidadão.

Ocorridos perto de 8 anos, os cidadãos questionam o paradeiro do Policiamento de proximidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Translate »