PECULATO NO MOXICO: Para quando  a vez do General Ernesto liberdade?

Partilhe

A Televisão Pública de Angola (TPA), anunciou ontem no seu jornal das 20 sobre a detenção de antigos gestores públicos na província do Moxico. Trata-se de quatro cidadãos envolvidos nos crimes de peculato e branqueamento de capitais.


Por redação do Factos Diários

Trata-se do antigo secretário Geral Bernardo Bumba, antigo chefe de Contabilidade Moisés Lázaro, antigo Inspector do governo Kawaxi e uma funcionária do Banco de Poupança e Crédito (BPC). A PGR local apreendeu alguns empreendimentos tais como estaleiros, meios de transportes e imóveis comprados com o dinheiro público.

O Factos Diários sabe que pessoas implicadas no processo, trabalharam com  actual Ministro da Defesa Nacional e Veterano da Pátria General João Ernesto dos Santos “liberdade” que governou aquela província durante 26 anos.

Ernesto Liberdade, possui vários investimentos que, segundo fonte, foi construído com o dinheiro do povo. “Estamos esperando a vez do Antigo governador para responder no tribunal a sua péssima gestão. Não entendo porquê razão os criminosos são promovidos e se tornam impunes dos crimes cometidos” disse a fonte.   De informar que o General João Ernesto dos Santos “Liberdade”, dirigiu o Moxico durante 26 anos, durante a sua gestão, pouco ou nada foi feito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »