MPLA: 190 delegados atribuem cartão vermelho ao JLO

Partilhe

São no total 190 delegados do VIII Congresso ordinário do MPLA que atribuiram um voto infavoravel ao João Lourenço, candidato único ao cargo de presidente do partido MPLA, porém isso não impediu a sua permanência no cadeirão máximo dos camaradas tendo alcançado 2.662 votos equivale 98,4% dos votos.


Por Redação do Factos Diários

Participaram do VIII Congresso do partido dos ‘camaradas’, um total de 2.962 delegados de todas as províncias, sendo que destes, 2.662 participaram da votação, preenchendo o igual número de boletins disponibilizados no conclave.

Na lista em causa, constam 93 votos contra;  40 nulo, 13 abstenções e 40 votos em branco.

No primeiro discuro, Presidente eleito, apelou aos militantes do MPLA, especialmente os membros da JMPLA e a OMA no sentido de trabalharem na festa da vitória de Agosto de 2022 e garante o seu total apoio naquilo que for necessário para a concretização da triunfo.

É a oita vez o MPLA realiza o conclave sendo que o seu primeiro congresso, foi realizado de 04 a 10 de Dezembro de 1977, reafirmada a liderança do saudoso presidente António Agostinho Neto e houve mudança de designação passando a MPLA-Partido do Trabalho.

O CONGRESSO DOS CAMARADAS DISCUTIU OS SEGUINTES PONTOS:

a) Apreciar, discutir e aprovar o Relatório do Comité Central;

   b) Rever, modificar e aprovar o Programa e os Estatutos do MPLA;

   c) Aprovar teses, moções estratégicas e outros documentos fundamentais sobre a vida política do Partido e do País;

   d) Eleger o Presidente do Partido, findo ou interrompido o seu mandato;

   e) Eleger os membros do Comité Central, findo o mandato do órgão;

   f) Atribuir o título de membro honorífico do Comité Central nas condições a definir em regulamento;

   g) Decidir em última instância, sobre as apelações e questões que lhe forem submetidas pelos militantes, organizações de base, órgãos e organismos de direcção do Partido;

   h) Decidir sobre a extinção, fusão, cisão e incorporação do Partido, nos termos dos Estatutos;

  1. Decidir sobre outros assuntos que constarem da sua agenda de trabalhos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »