Ministério Ebenézer ajuda o Estado angolano no combate aos comportamentos desviantes da sociedade

Partilhe

“A igreja é chamada de dentro para fora para que com palavra possa se resgatar os valores morais e cívicos da sociedade uma vez que existe uma geração que enfrentou guerras e que não havia muito tempo para moralizar a sociedade, da mesma maneira afectou a igreja”.

Por Redacção do “Factos Diários”

As afirmações foram avançadas pelo Pastor Presidente do Ministério Ebenézer Gideão Panzo no culto de concentração realizado recentemente em Luanda onde contou com a participação de mais de seis mil fiéis no Campo dos coqueiros em Luanda.   

O Reverendo, conta que não se aceita Pastores e Igrejas que apenas trabalham visando aspectos espirituais sem se rever nos aspectos sociais porque, segundo o dirigente, tudo que acontece com a sociedade afecta a Igreja directa ou indirectamente.

Uma das maiores preocupações do Pastor Presidente está relacionada com o silêncio das Igrejas que preferem as mensagens de dentro e não identificam os problemas que enfermam a sociedade, muitos Pastores, segundo conta não conseguem denunciar certos males que aflige a sociedade na qual todos somos vítimas.

“A Igreja está deixar de ser sal e a Luz do Mundo como a Bíblia Sagrada nos recomenda. Hoje há muitos que não acreditam nos Pastores nem no papel das Igrejas por causa de mal exemplos de Pastores que existem na nossa sociedade. O que acontece é um que comete e todos pagam, então, dessa forma, a situação vai se agudizando cada vez mais”, disse.

A proliferação das igrejas aumentou consideravelmente no país e a iniquidade também onde é visível na sociedade a concretização dos actos do fim do mundo. Questionado sobre o assunto, Pastor Presidente Panzo, conta que apesar de estar assistido os factos de sinais do fim dos tempos conforme a Bíblica realça, o líder conta que “As Igrejas devem trabalhar um pouco mais, falar menos e ensinar mais nos nossos altares, deve se aconselhar muito mais o humano nas pessoas e não demónio nas pessoas. As igrejas estão a espiritualizar vários elementos socioculturais e não só, acabamos descambando na situação da discriminação racial e regional no seio das igrejas”.

Representante máximo do Ministério Ebenézer, avança que a Igreja está orando pela posição do Presidente e tem noção de que os desafios do Chefe Estado são grandes e aquilo que ele combate é aquilo que o povo aguardou por muito tempo. “De forma silenciosa sofremos esses males da ganância, mas chegou o momento dos problemas ser combatidos dentro do próprio partido”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »