Ministério dos Transportes pensa com as “nádegas” no processo de mobilidade à Cabinda(?)

Partilhe

Depois de se ter comunicado a tabela do bilhete para a província do Uíge, no valor de 9.500, numa duração de 48 minutos de voo, a população de Cabinda apresentou o seu descontentamento nas redes sociais alegando que o Ministério dos Transporte está querer explorar uma população que vê avião e barcos como necessidade e não luxo.


Por redação do Factos Diários

“Estamos sendo bem explorados nos oferecendo tabelas de passagens de transporte caras e esta situação poderá adiar o sonho da população que vê no terminal Marítimos de Passageiros de Cabinda uma esperança para facilitar a nossa vida, infelizmente a surpresa é outra”, disse.

Os internautas residentes em Luanda, Zaire e Cabinda fizeram saber que o Ministro, Ricardo Daniel Sandão Queirós Veigas de Abreu, esteja a pensar de baixo quando a questão é facilitar a mobilidade entre as populações de Cabinda e Luanda.

Os preços fixos de Catamarã entre Soyo e Cabinda que está no valor de 15 mil kwanzas assim como passagem de Voo, Luanda-Cabinda que custa o mesmo preço, deixa agastado os cidadãos que querem ver o problema de locomoção resolvido.

“Para ter a mínima ideia, a viagem de voo Cabinda-Luanda dura 45 minutos e de Luanda-Uíge tem uma duração de 48 minutos, e o bilhete para o Uíge custa 9.500 kwanzas, enquanto nós pagamos 15 mil, ou seja a diferença é de 5500 kwanzas. Precisamos que o senhor Ministro venha nos explicar”, pede Alexandre Bazonga Tadeu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Translate »