IURD realiza culto do clamor pela paz às famílias Angolanas

Partilhe

Com o intuito de ajudar as famílias angolanas, mais de 15 mil membros participaram no culto denominado “Clamor pela Paz em Angola” realizada este Domingo, 17 de Outubro, pela Igreja Universal do Reino de Deus.


Por Redação do Factos Diários

 

Na sociedade angolana, registam-se todos os dias casos de violência nos lares, bairros e vias públicas e várias vezes praticados por pessoas próximas, coisas que no passado eram difíceis de ser visto causando assim terror às famílias. Por essa razão,  a Igreja Universal do Reino de Deus, reuniu os fieis ao ar livre clamando pela paz. “E procurai a paz da cidade, para onde vos fiz transportar em cativeiro, e orai por ela ao Senhor; porque na sua paz vós tereis paz.” Jeremias 29:7

O Bispo Alberto Segunda, líder espiritual da Universal em Angola, falou para a multidão sobre a importância de clamar a Deus para que haja paz, “Só Deus pode proporcionar a verdadeira Paz, Ele quer sarar a nossa terra, mas é necessário se humilhar, orar e buscá-Lo de todo o coração, como está escrito em 2º Crônicas 7:14 “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.” Relatou o Bispo Alberto.

Na oportunidade, os Bispos, Pastores, Obreiros e fiéis da Universal, clamaram pela paz e também em favor das autoridades angolanas e pelo Presidente da República João Manel Gonçalves Lourenço.

Os fiéis angolanos também suplicaram para que a legalidade seja reposta na IURD, pois há quase dois anos seus templos foram tomados por um grupo de ex-pastores e dissidentes e, por conta disso, a Igreja foi encerrada e não podem cultuar nos templos que foram construídos com suas doações.

Os fiéis da IURD aguardam com fé e serenidade a resolução do caso, crendo que a justiça será feita, pois apenas querem voltar a buscar a Deus na igreja.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »