HUMABO: Assaltos nos Postos de identificação no Bailundo e Caála pode condicionar aquisição do B.I

Partilhe

Em apenas uma semana, do mês de Agosto, dois Postos de Identificação ficaram vandalizados pelos homens do alheio e, no município da Caála, os meliantes arrombaram a porta do Posto de Identificação no dia 26 de Agosto tendo levado três câmaras fotográficas cada avaliada em 700 mil kwanzas.


Por Isidro Kangandjo

 

A mesma acção, foi assistida, pela segunda vez, na loja dos Registos e do Notariado do município do Bailundo no dia 30 de Agosto do ano em curso onde os meliantes vandalizaram a estrutura porém não conseguiram de levar qualquer equipamentos.

Segundo uma fonte da Direção Nacional de Identificação, Registos e do Notário, os meliantes têm preferidos levar os meios de filmagem deixando os computadores, impressoras e outros equipamentos no local. No município do Bailundo as máquinas fotográficas já não passam a noite no Posto e recorreram para um lugar mais seguro.

Já o município da Caála que tratava diariamente 150 Bilhetes de Identidade, desde o dia 26 de Agosto os trabalhos ficaram paralisados e, “neste momento só estamos emitir Registos Criminais e fazer entrega de B.I.” Os munícipes da Caála para dar continuidade do processo, são obrigados se deslocar no município sede criando transtorno financeiro e o tempo.

O que não se compreende é que apesar de a segurança das Lojas dos registos estar entregue a  efectivos da Polícia Nacional, as mesmas continuam sendo vandalizadas. Durante o ano passado, conta a fonte, o país registou 11 assaltos levando unicamente materiais de filmagens criando muitas despesas financeiras por parte da direção de tutela.

“Quando os Governantes se deslocam às localidades em visita de campo no âmbito da auscultação, somos nós, enquanto povo que chamamos pela instalação dos serviços para encurtar as distâncias e minimizar os custos com as deslocações, ao mesmo tempo, são os nossos filhos que vandalizam os bens públicos”, disse um dos munícipes da Caála.

O Factos Diários contactou a Direção dos Serviços de Investigação Criminal no sentido de apurar sobre o ponto de situação dos possíveis autores, por agora não tivemos uma resposta importante e aguardaremos os seus pronunciamentos.

Ensino de qualidade e a preço baixo está no ISKA Pólo Kilamba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »