HUAMBO: Benedito Daniel encontra um PRS forte mas com dificuldade de transporte

Partilhe

Presidente do Partido de Renovação Social (PRS), Benedito Daniel, chega esta sexta-feira, 19, na província do Huambo onde será realizada abertura do ano político marcado para o dia 21 deste mês.


Por Isidro Kangandjo

Falando ao Factos Diários, secretário Provincial do PRS, conta que está ser mobilizado os municípios, comunas e aldeias para a receção do presidente do PRS e, acredita que o presidente virá com os dados exactos daquilo que se vive em Angola, por outro lado, garante satisfação do seu líder pelo trabalho que está sendo desencadeado no Planalto Central.

Na abertura do ano político para 2021, o Partido de Renovação Social, agendou várias actividades entre as quais visita ao Rei do Bailundo, visita à Governadora provincial do Huambo, encontro com as entidades religiosas, académicos do Jango Cultural, e visita à aldeia Camela Amões.

Soliya Selende, afirma que o Presidente dos Renovadores, encontrará uma província com a fome por falta da chuva, a nível do partido, o secretário provincial confirma que as condições estão criadas. “Não existe um curral que não tenha um gado com a perna sem ferida”. Disse em parábola para esclarecer que apesar do trabalho forte que têm realizado, atravessam muitas dificuldades internas, porém avança apenas questões de transporte.

“Por causa das terras montanhosas e visitas às aldeias, as viaturas que temos já não aguentam e, em algumas vezes, tem condicionado o nosso trabalho. Para outras dificuldades que atravessamos, preferimos tratar internamente com o nosso presidente do partido”, disse.

Questionado sobre o encontro que o Benedito Daniel manterá com o Rei do Bailundo, Selende conta que o Rei precisa de uma solidariedade por causa da possível humiliação da cultura Umbundu causado por Tribunal do Huambo. “Nunca um Rei no mundo é condenado por um Tribunal convencional, se ele tivesse cometido um crime, seria julgado por outros reis e, tudo isso indica que o MPLA está a desgovernar o país e chegou ao ponto de não conservar a cultura”, disse.

Apesar do dirigente dos renovadores na província, falar em mera coincidência, para muitos, era de esperar o lançamento do ano político do PRS na província do Huambo por se tratar do mel e menino do olho do partido pelo árduo trabalho de mobilização que os renovadores do Planalto Central têm vindo efectuado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »