Gangsta e Isidro Fortunato podem perder popularidade em Angola

Partilhe

Activistas Nelson Adelino Dembo, Isidro Fortunato e companheiros, visitaram a semana passada a província de Benguela na qual recorreram no autocarro de cinquenta kwanzas e, durante a abordagem, Gangsta explicou no vídeo que estão sem viaturas pessoais, como alternativa, recorreram ao transporte público.


Por Afonso Eduardo

O pronunciamento do activista gerou revolta aos outros activistas e acusam Gangsta e Isidro Fortunato de ser falsos activistas que estão supostamente ao serviço dos maribondos. “ Gangsta, você já não me engana. Vocês recebem dinheiro do estrangeiro e no GRECIMA”, disse um dos activistas.

Para muitos Revús, o activismo se tornou um comércio e a luta pelos direitos humanos é um assunto para esquecer. Activista e membro do Movimento Revolucionário Albano Bingu-Bingu, escreveu o seguinte: “Gangsta, não basta ter bons argumentos, também é preciso ser honesto e transparente com a causa”, alertou. Bingu-Bingu acrescenta que apenas pessoas distraídas consideram Gangsta e Fortunato como pessoas sérias no activismo.

 

O mal ambiente no seio dos ditos defensores do povo, pode beliscar a imagem dos dois activistas que se tornaram no último tempo os mais polémicos das redes sociais onde realizam live que visam denunciar irregularidades do Estado Angolano.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »