Ex. Médico de JES apropria-se de terrenos e deixa dezena da população ao relento

Partilhe

Cerca de 100 casas de latas foram destruídas no dia 28 do mês de Outubro no bairro Km 32 distrito da Baía município de Viana em Luanda, por elementos supostamente amando por antigo médico do presidente quere-me Cessante José Eduardo dos Santos, identificado pelo nome de Dr. Yamba.


Por Afonso Eduardo

Numa conversa que as vítimas mantiveram ontem, 02, ao Factos Diários, alegam que o médico terá orientado elementos da Polícia Nacional destacados na Zona Económica Especial Luanda-Bengo juntamente outros funcionários e, destruíram casebres com um trator. Desta vez, o CAP-997 não foi poupado e os moradores falam da terceira demolição.

“Só esse ano demoliram três vezes o primeiro foi no dia 14 de Fevereiro, o segundo 02 de Setembro e o terceiro é este do dia 28 de Outubro. O Dr. Yamba alega que em 2006 havia comprado nas mãos do senhor Soares João Agostinho, cerca de 600/250 km2, mas a informação foi desmentida por não ser verdade, neste momento estamos preocupados porque somos perseguidos pelo médico e já destruiu várias vezes as nossas casas”, disse Xavier Ferreira Mwanda Coordenador do bairro 32.

A maior preocupação dos moradores é o silêncio das autoridades que controlam aquele perímetro. Várias comunicaram e recorreram ao comando municipal de Viana, porém, nunca tiveram uma resposta desejada. Na última demolição, três pessoas foram detidos e torturados como é o caso da jovem Eliza José Kissango que foi brutalmente torturada por efectivos da Polícia Nacional por esta ter socorrido a mãe que estava por ser enterrada com a máquina que destruía os casebres.

A nossa equipa de reportagem acompanhou a reposição dos casebres onde as crianças pegam no martelo e pregos enquanto a mãe vai na zunga a procura de sustento.

Durante a chuva que caiu na noite do dia 27 de Outubro em Luanda, crianças e adultos estavam ao relento e, no dia seguinte, das várias crianças, três foram levados ao hospital do Capalanga onde foram assistidos pelos médicos.

O Factos Diários contactou os efectivos da ZEE e estes não aceitaram falar por falta de autorização do Comando Provincial. A nossa equipa de reportagem envidou esforços para conseguir o contacto do Dr. Yamba mas sem sucesso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »