E então, General Zé Maria, quer se tornar “virgem”?

Partilhe

ISIDRO KANGANDJO

Director do Portal Factos Diários

OPINIÃO

 

E então, General Zé Maria, quer se tornar virgem?


 

Depois de ter acompanhado atentamente os dois vídeos que o Geral (intocável) Zé Maria exibiu na província de Cuando Cubango para falar de uma escola deixa pelo colono português assim como falar da situação social das famílias sobretudo das crianças, recorri na frase que diz o seguinte: “Prostituto quer se tornar vigem”.

O silêncio da Sua Excelência General António José  Maria, com todo o respeito que tenho por ti, enquanto mais velho, na minha modéstia opinião, seria o ideal porque o General não tem moral para se representar como activista social, reivindicar a governação de João Lourenço ou vir dar lições de liderança porque, durante o período que trabalhou com Presidente José Eduardo dos Santos, provou a todos os angolanos que de bom líder o senhor não tem (não sei agora).

O povo sabe que as consequências da governação passada, onde o General ocupou o cargo de chefe dos Serviços de Segurança Militar de 2009 a 2017, sabemos os anos onde o senhor general chegou ao ponto de fazer o papel de subordinar inclusivel o Presidente JES. Nessa época, assistimos apenas o teu silêncio, quando o povo clamava pela ajuda, o senhor ficou no silêncio quando o povo pedia estradas, escolas, hospitais de qualidade e uma vida igual para todos.

Me sentiria orgulhoso se o vídeo fosse feito por um elemento que foi vítima da vossa má gestão e da gestão actual, me sentiria orgulhoso se fosse a vítima da vossa má governação a fazer críticas sobre a fome que assola o povo. Foram a Vossa Excelência que nos comeram toda a carne, roeram os ossos e estamos apenas a ser enterrados.

COMO O SENHOR GERAL É LEMBRADO AO POVO ANGOLANO?

Activista Nito Alves

“Era um general que tinha bastante poder… um general que batia nos sargentos, humilhava os capitães. Era um general que nós consideramos general dos generais. Tinha muitos poderes no regime do ex-Presidente) Eduardo dos Santos”.

O analista e politólogo angolano Agostinho Sicatu

“Foi realmente uma personalidade com bastante poder. Foi um dos cidadãos angolanos mais temidos e em muitas circunstâncias até comandava o próprio Presidente da República. Na verdade, a dupla, Zé Maria e Kopelipa estremeceu as lides do poder na época de José Eduardo dos Santos. Ninguém mais, mas absolutamente ninguém poderia fazer nada”.

Como nenhum homem é insubstituivel, com o novo elenco o senhor foi afastado e, no final, chegou a ser julgado. Claro que ninguém contava que um o senhor estive (não podemos falar bancos dos reus porque o senhor não sentou no banco dos reus) num tribunal para ser julgado e condenado, porém, entendo a fúria que tem com Presidente Lourenço, mas não é oportuno que critique das péssimas condições sociais porque o senhor General é o principal contribuinte da desgraça dos angolanos. Foi o senhor que produziu crimes para condenar os jovens que estavam a ler livros, foi o senhor junto com o General Kopelipa que reprimiam os jovens ou vozes contrárias ao regime para não se manifestarem porque viam um paraíso enquanto nós, o povo, sempre presenciamos a desgraça, fome, desemprego, falta de saúde e não só.

Não precisamos da ajuda do senhor General para exprimir aquilo que sentimos. Era para dizer que já temos muitos que podem fazer isso por nós porque o leão não pode se tornar uma ovelha e nós o povo conhecemos bem o quanto desgraçou as nossas vidas.

Por uma questão de ética, sem cortar o seu direito de liberdade de expressão, ficar lado tomaria uma excelente decisão uma vez que ninguém poderá acreditar em ti.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »