Detidos cidadãos por desfalque de mais de 50 milhões de kwanzas na Caixa de Protecção Social do MININT

Partilhe

O Serviço de Investigação Criminal,  através da sua Direcção Central de Combate aos Crimes Financeiros e Fiscais, deteve, em sequência investigativa, mediante mandado de detenção, no âmbito do processo-crime 917/21, em que é participante a Caixa de Protecção Social do MININT.


Por Redação do Factos Diários

Pelo menos, cinco cidadãos nacionais, com idades compreendidas entre os 31 a 44 anos, sendo o cabecilha da acção, o Agente Prisional de segunda Classe, Chefe de Departamento Administrativo da Caixa de Protecção Social do MININT, e o sócio gerente da Empresa ” ON SOLUTION”- Prestação de Serviços- Tecnologia e sistemas Lda, foram detidos por subtracção fraudulenta na conta bancária da Caixa de Protecção Social do Minint, domiciliada no BPC, o valor monetário de Akz 50.391.000.00 (Cinquenta milhões, trezentos e noventa e um mil kwanzas).

Em sede da Investigação, o SIC apurou que o primeiro identificado aproveitou-se da sua qualidade de funcionário da Caixa Social do MININT, em conluio com o seu comparsa, falsificaram uma ordem de pagamentos, que remeteram ao banco, com assinaturas dos responsáveis da Caixa,  também falsificadas, sendo que o valor foi transferido à favor da empresa  ” ON SOLUTION- Prestação de Serviços ” como se de pagamento de prestação de serviços da empresa se tratasse.

Despoletadas as acções operativas, foram os cidadãos detidos, sendo que confessaram a repartição do valor em montantes de 25.000.000.00 ( vinte e cinco milhões de Kwanzas) cada, que utilizaram para diversas despesas pessoais, inclusive para a realização de casamento de um destes.

Na sequência da investigação, foram detidos outros três indivíduos, que ao se aperceberem da fraude, praticada pelos cidadãos acima referidos,  por via de um seu amigo, em fuga, fizeram-se passar por efectivos do SIC, indagaram, intimidaram, simularam cadeia, e como se não bastasse obrigaram os mesmos  a entregarem mediante transferência o valor monetário de Akz 11.200.000.00 (Onze milhões e duzentos mil kwanzas ), em substituição de prisão.

No âmbito dessa acção do SIC, foi possível apreender uma viatura de marca Hyundai, produto do crime,  bem como foram cativos nas contas destes o montante de Akz 3.000.000.00 (Três milhões de Kwanzas).

Salientar que os cidadãos ora detidos serão presentes ao Ministério Público para responsabilização Criminal,  enquanto diligências prosseguem para esclarecimento dos factos.

FONTE: GABINETE DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL E IMPRENSA DA DIRECÇÃO GERAL DO SIC EM LUANDA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »