CHINA: Povos Uigures preservam em segurança cultura e histórias da região autónoma de Xinjiang

Partilhe

A região autónoma de Xinjiang, considerada oficialmente como Região Autônoma, tal como o Tibet, é um destino turístico que se destaca por ser a região chinesa que faz fronteira com países árabes e, portanto, contém dentro de si um povo étnico muçulmano.


Por Isidro Kangandjo

Os Uigures, sendo assim, em Xinjiang coexistem os han com os Uigures, dividindo a população que é formada por 50% de cada grupo, aproximadamente. E os Uigures são os grupos que tradicionalmente trazem a magia árabe na ambientação e que chamavam a atenção dos interessados.

Em comparação com outros destinos turísticos, Xinjiang mantém sua santidade e mistério com menos multidões de pessoas. Durante os tempos antigos, muitos reinos originados a partir de Xinjiang desapareceram, deixando apenas algumas ruínas e locais para trás.

Como a parte mais importante da antiga Rota da Seda, Xinjiang costumava ser um centro comercial da Ásia Central, há muitos bazares herdados de milhares de anos atrás, que não podem ser ignorados quando se viaja em Xinjiang. Devido à sua condição geográfica espetacular, Xinjiang também possui vistas incríveis da natureza, como lagos de planalto, montanhas de neve, desertos, etc.

O QUE FAZER EM XINJIANG?

Xinjiang é uma região tão vasta, que oferece atrações demais e muitas atividades interessantes para explorar. Como é a parte mais importante da antiga Rota da Seda, nela havia muitas civilizações originadas a partir da província o que deixou muitos locais históricos e edifícios à humanidade.

Devido à sua condição geográfica espetacular, Xinjiang também possui vistas incríveis da natureza, como lagos de planalto, montanhas de neve, deserto, “montanhas flamejantes” etc. Além disso, mais de 40 grupos étnicos vivem na região, os quais preservaram muito bem sua tradição.

Desde 2006, alguns extremistas efectuam atentados ao terrorismo, causando morte aos povos, adiar os programas de desenvolvimento do governo local e central para se dedicar simplesmente no combate anti-antiterrorismo tendo vencido tudo no final de 2012.

PUBLICIDADE NO FACTOS DIÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »