CASO CAFUNFO: Sociedade civil e outras individualidades trabalham na constituição da comissão de inquérito

Partilhe

A garantia é do presidente do Observatório para Coesão Social e Justiça, Zola Ferreira Bambi quando falava  numa reunião realizada recentemente em Luanda no qual confirmou a criação da Comissão de Inquérito Independente para apurar com verdade dos tristes acontecimentos que abalaram a sociedade angolana no dia 30 de Janeiro do corrente ano em Cafunfo, província da Lunda-Norte.


Por Isidro Kangandjo

Até ao momento, o número de cidadãos nacionais mortos em circunstâncias ainda por determinar, assim como a provável existência de um indeterminado número de cidadãos desaparecidos em Cafunfo, continua ser uma incógnita para as autoridades angolanas e Organizações Não Governamentais que actuam na área dos Direitos Humanos.

Observatório para Coesão Social e Justiça, na qualidade de defensores dos Direitos Humanos, sentiram-se indignados e consternados com este triste acontecimento que, segundo conta, podia ser evitado. Situação que tocou as sensibilidades no foro interno, assim como despertou a atenção da comunidade internacional, após um mês, a sociedade está impacientemente por um relatório proveniente de um inquérito transparente, imparcial, credível e sério, que possa dissipar a nebulosa das informações até agora divulgadas que apresenta uma disparidade gritante, estando a versão oficial das instituições e órgãos de comunicação social públicos, em oposição à versão das instituições, grupos independentes ou formações políticas da oposição, assim como das ONGs, e imprensa privada.

“Por esta razão, para não perder-mo mais uma vez o comboio da historia, em defesa dos mais desfavorecidos e no interesse social, o Observatório para Coesão Social e Justiça (OCSJ), decidiu tomar a iniciativa de convidar algumas Organizações da Sociedade Civil, e outras individualidades para participarem solidariamente na constituição da Comissão de Inquérito Independente, que se está criar com o objectivo de juntos trabalhar para apuramento da verdade sobre os acontecimentos trágicos ocorridos em Cafunfo”, disse o mentor Zola Bambi.

De acordo com o presidente do OCSJ, já tomaram a iniciativa de informar da constituição desta Comissão de Inquérito Independente ao Senhor Presidente da República, algumas instituições do Estado e várias Representações Diplomáticas. Zola, conta ainda que logo um relatório final será elaborado e apresentado às instituições públicas e privadas, publicado para conhecimento público.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »