Bispo Alberto Segunda pede ao PR atenção especial no caso  Igreja Universal   

Partilhe

O líder  Espiritual e Presbítero Geral da Igreja Universal do Reino de Deus, Bispo Alberto Segunda, fez saber hoje, 22, em conferência de imprensa que o conflito entre irmãos está deixar mais de 500 mil membros em desespero, por essa razão, pede a intervenção do Presidente da República e do seu Executivo em busca de soluções.


Por Isidro Kangandjo

 

Com a publicação da acta no Diário da República, III série  nº: 155, de 7 de Outubro de 2021, Bispo Alberto Segunda pede às autoridades angolanas na questão de reabertura dos templos, desbloqueios das contas e a reposição da legalidade da IURD em si.

O Presbítero Geral, pede ao Presidente da República e o seu Executivo que dessem atenção especial a problemática da Igreja Universal do Reino de Deus, porque, segundo conta, o que está em jogo não é só os membros da IURD mas sim os 500 mil membros que sofrem por essa decisão. Segundo o Presbítero Geral, revela que a IURD controla 10 Bispos angolanos, 10 mil obreiros, mais de 500 mil membros e 20 mil jovens Força Jovem Universal,  jovens estes que estiveram no mundo das drogas e criminalidade.

Bispo Alberto Segundo avançou, durante a conferência de imprensa que “temos funcionários e serviços por atender,  o encerramento das contas está criar muitos constrangimentos para efectuar o pagamento dos trabalhadores”.

Se a fé é a última coisa a morrer, o líder da IURD tem fé que o Estado vai tomar uma decisão quanto a reabertura dos templos uma vez que são milhares de fieis que sofrem orando de baixo das árvores e o Estado não gostaria de ver mais de 500 mil fieis realizando cultos debaixo do sol.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »