BENGO: Coordenador e Acompanhante da Região Judiciária Norte humilha jornalistas 

Partilhe

João Luís de Freitas Coelho, Procurador Geral Adjunto da Republica, Coordenador e Acompanhante da Região Judiciária Norte, trabalhou esta manhã, 29 de Março, na província do Bengo, município do Dande, para tratar questões até aqui não justificadas. Depois da visita de constatação e encontro com a Governadora, o Procurado negou falar à imprensa.


Por Isidro Kangandjo

João Luís Coelho, começou por visitar Cabocha, a maior penitenciária da Província do Bengo que apresenta nos primeiros meses do ano de 2021 um número elevado de reclusos por crimes diversos. Depois de ter terminado a visitar naquela cadeia, o Coordenador e acompanhante da Região Judiciária Norte manteve um encontro demorado com a Governadora Provincial Mara Quiosa.

Depois do encontro, os órgãos de comunicação social esteveram na porta no sentido de questionar ao Procurador o que terá lhe motivado se deslocar à Província do Jacaré Bangão assim como o que foi tratado em porta fechada com a Governadora Provincial. As questões não mereceram resposta e o Procurador preferiu abrir a porta do seu carro e seguir para Luanda, a capital de Angola.

De lembrar que vários gestores públicos da Província do Bengo estão enrolados aos crimes de peculato e abuso de poder. Nesta luta de Combate à Corrupção no Bengo,  pelo menos três administradores e alguns direitores de departamentos foram os primeiros a tombar embora com penas mínimas e devolução de uma parte do valor roubado.

PUBLICIDADE NO FACTOS DIÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »