BENGO: Activistas protestam péssimas condições sociais das famílias

Partilhe

Foi promovido hoje, 17, na província do Bengo uma manifestação que condena as péssimas condições sociais das famílias, mormente dos moradores da burgalheira, zona que desde a data da sua fundação não beneficia de quaisquer condições sociais de sobrevivência básica como água, luz, escola e hospital.


Por Mateus Bazonga

 

Segundo o organizador da manifestação, activista e músico de intervenção social, Jaime MC, as famílias desta zona abandonada pelas sociopolíticas do governo local, perto de quinhentos kwanzas do táxi para a deslocação da zona para a estrada principal que dá acesso a província de Luanda.

“Essas famílias sofrem muito, não tem escola, não tem hospital, água e luz, quando há um doente nesta comunidade, não há socorro senão a morte deste. A educação é o fundamental para o desenvolvimento de um país, mas não há escola para isso, nem esquadra policial”, disse.

Ao longo da manifestação, os manifestantes usavam palavras como “tia Quiosa é mentirosa” e pedem a saída desta como Governadora da Provincial do Bengo.

” Esta província, é rica em recursos hídricos, portanto, não pode estar escassa de luz eléctrica, esta população não pede emprego de momento, apesar de ser necessário, mas precisa de água, luz, estrada para o transporte e como via de comunicação necessário para o comércio, precisam de escola e hospital”, acrescentou o activista.

A referida manifestação, contou com a presença e acção satisfatória da polícia local, que foi aplaudida pela população participante, pela excelência cobertura.

Ensino de qualidade e a preço baixo está no ISKA Pólo Kilamba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »