Angola regista 103.140 casos de violência doméstica em menos de seis meses

Partilhe

A informação foi avançada hoje, a quando a intervenção da Secretária de Estado para Família e Promoção da Mulher, Dr.ª Elisa Barber, na cerimónia de abertura da conferência sobre a violência baseada no género e, avança que desde a entrada em funcionamento dos contactos de apoio às vítimas de violência doméstica, o número de violência atingiu o pico.


Por Afonso Eduardo

Em 2019, os Centros de Aconselhamento Familiar (CAF), registaram um total de 3.796, sendo 2.837, apresentados por mulheres, correspondendo 74%. Depois do lançamento da linha SOS criança, 15015, um serviço nacional que funciona 24 horas por dia, com características de anonimato, gratuito e confidencial, Elisa Barber conta que em menos de seis meses foi registado 103.140 casos de violência sendo a fuga a paternidade com maior registo com um total de 38.183 mil casos.

Secretária de Estado para Família e Promoção da Mulher entende que a violência é uma pandemia comum em todas as sociedades e constitui um grave obstáculo para o desenvolvimento inclusivo, equitativo e sustentável e, tem atingido gravemente os jovens em particular crianças e adolescentes.

“A protecção da criança deve ser uma tarefa de todos nós, Estado, sociedade civil e parceiros. É com muita preocupação que constatamos o aumento da fuga à maternidade, mães abandonar os próprios filhos na rua, com frio debaixo da chuva e na lixeira. É muito triste e repudiante”, lamentou Secretária de Estado para Família e Promoção da Mulher Elisa Barber

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »