ANGOLA: falta de segurança preocupa comunidade chinesa

Partilhe

Nos últimos dias, o nível de criminalidade continua aumentar quer na capital e no interior do país tendo resultado na morte de muitos efectivos, civis e estrangeiros. Tendo em conta a situação agravante, a comunidade chinesa está preocupada com a insegurança em Angola, uma vez que os mesmos têm sido mais vítimas dos assaltos e assassinatos.


Por Redação do Factos Diários

Quando eram 10 horas da manhã, desta sexta-feira, 16, dois chineses e um angolano, foram gravemente alvejados no município de Viana quando saiam das compras num dos supermercados. A fonte, avança que cerca de cinco  elementos, todos armados, efectuaram disparos tendo resultado em lesões graves entre as quais  ocular.

O episódio aconteceu junto ao Cemitério de Viana, quando os meliantes começaram a efectuar disparos direitos na janela traseira, sobre abrir uma pistola,  primeira vez, é a lesão ocular, a bala lançada em para-brisa, rasgou o vidro  e quebrou o olho. O motorista de nacionalidade Angolana, levou uma bala nas costas, porém, foi removido e encontra-se fora do perigo.

Segundo Dr Juan Chang, uma figura chinesa, fez saber ao Factos Diários que no dia 07 deste mês,  um chinês na província do Huambo foi matado no mercado a tiro pelos bandidos. Por estas razões, muitos chineses, na sua maioria investidores, estão abandonar o país.

PUBLICIDADE NO FACTOS DIÁRIOS

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »