Advogado Zola Bambi “devolve” mais de 50 terrenos às camponesas dos Ramiros

Partilhe

As Camponesas que tinham sido usurpadas as suas lavras, por indivíduos afectos a Administração do Distrito Urbano dos Ramiros, tiveram as suas terras de volta, graças as diligências criadas pelo Observatório para Coesão social e justiça, uma Organização dos Direitos humanos.


Por Joaquim Paulo

Depois de vários meses de negociações constantes com os órgãos da administração distrital dos Ramiros, o presidente do Observatório para Coesão Social e Justiça, Advogado Zola Bambi, convocou as Camponesas para efectuar as entregas de cedências de terrenos. Porém, todas já têm documentos que, de facto, comprovam que os terrenos lhes pertencem.

O Observatório para Coesão Social e Justiça é uma Organização Não Governamental que vela pelos os direitos humanos. Entretanto, exige cuidado e respeito aos camponeses e camponesas, de tal forma que se respeita os Políticos e Generais.

“Projudicar 50 famílias é suicidar a sociedade. É sabido que elas não têm empregos e os filhos também são desempregados, o que significa que os 500 mil postos de empregos prometidos no manifesto eleitoral 2017/2022 é uma miragem Portanto a lavra é o único meio de sustentabilidade”, Palavras do Advogado Zola Bambi.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »